Bookmark e Compartilhe
Livros Psiquiatria Infantil
O Desafio das Línguas - Da má gestão ao bom senso
Claude Piron
Pontes Editores

   

Apresentação
Para enfrentar os inúmeros problemas causados pela barreira das línguas, nossa sociedade se vale de paliativos que levam a resultados de precária qualidade. O autor, com uma sólida e bem documentada argumentação, aborda a questão da comunicação lingüística internacional como um consultor incumbido de reorganizar uma empresa mal gerida, que busca determinar os pontos de desperdício e ineficiência, e compara, em termos da eficácia, justiça e comodidade, as diversas soluções empregadas para superar a barreira das línguas. A obra nos revela o interesse ignorado de uma proposta cujos atributos permitiriam melhorar sensivelmente a situação, preservando a riqueza lingüística de um mundo no qual a maior parte dos povos tem dificuldade em proteger seus valores face à pressão cultural anglo-saxônica.

Sobre o autor
Claude Piron é psicólogo, psicoterapeuta e poliglota, ex-professor de línguas e da Universidade de Genebra. Em sua abordagem da questão da linguagem e da comunicação internacional, Piron adota uma análise multidisciplinar que parte da perspectiva de quem vivenciou, durante muitos anos e nos quatro cantos do mundo, as diversas dificuldades e limitações das soluções utilizadas para vencer a barreira das línguas, tanto nos serviços lingüísticos da ONU e da OMS, onde trabalhou como tradutor e revisor, quanto em várias outras partes do mundo, inclusive em campos de refugiados, onde atuou como voluntário. Piron é autor de muitos artigos sobre o tema, e seus pontos de vista são condensados nesta obra, originalmente publicada na Europa em 1994.

Sobre esta edição
Esta reedição em português marca o quinto aniversário da primeira edição brasileira, e tem por objetivo tornar a obra novamente acessível, inclusive fora do Brasil, visto se tratar de uma versão eletrônica disponível gratuitamente pela Internet. A reedição permitiu atualizar e corrigir conteúdos da primeira versão portuguesa, e também enriquecê-la com imagens e ilustrações, a fim de trazer ao leitor um retrato ainda mais nítido dos problemas decorrentes da má gestão da comunicação internacional.
Esperamos ter conseguido aprimorar a tradução, tornando-a mais legível e clara. Somos gratos a todos aqueles que fizeram críticas construtivas à primeira edição, cujo único mérito talvez tenha sido o simples fato de ter vindo a lume, dada a dificuldade inerente de se traduzir e adaptar uma obra desta natureza.
O portal Psiquiatria Infantil.com.br já recebeu

45.943.533 visitantes