Bookmark e Compartilhe
Notícias
5 milhões de crianças têm distúrbio mental no país

Por: Associação Brasileira de Psiquiatria

23 de outubro de 2008

5 milhões de crianças têm distúrbio mental no país

5 milhões de crianças têm distúrbio mental no país

El Roto/El Pais
 

 
Estudo da ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria) informa que 12,6% dos brasileiros com idade entre 6 e 17 anos apresentam sintomas de transtornos mentais.
 
Aferido por meio de pesquisa nacional feita pelo Ibope, o percentual corresponde a cerca de 5 milhões de crianças e adolescentes.
 
Por encomenda da ABP, pesquisadores do Ibope foram às ruas para responder à seguinte pergunta: Como anda a saúde mental da criança brasileira?
 
Realizaram-se 2.002 entrevistas com mães residentes em 142 municípios brasileiros. Deu-se entre os dias 15 e 19 de agosto de 2008.
 
Depois de compilados, os dados foram assentados num estudo que acaba de ser divulgado pela ABP. A íntegra está disponível aqui. Eis as principais revelações:
 
1. 12,6% das crianças e adolescentes do país apresentam sintomas de distúrbios da mente. Problemas que exigem tratamento especializado;
 
2. Desse total, 8,7% --algo como 3 milhões de crianças e adolescentes—convivem com sinais de hiperatividade ou desatenção;
 
3. 7,8% possuem dificuldades com leitura, escrita e contas. São sintomas associados a algo que os especialistas chamam de transtorno de aprendizagem;
 
4. 6,7% têm sintomas de irritabilidade e comportamentos desafiadores;
 
5. 6,4% arrostam dificuldade de compreensão e atraso em relação a outras crianças da mesma idade.
 
6. 4,2% registram indícios importantes de depressão;
 
7. Uma legião de crianças e adolescentes convive com males que os médicos catalogam como 'transtornos ansiosos'.
 
Por exemplo: 5,9% têm ansiedade incomum quando separadas de uma pessoa à qual são apegadas...;
 
...4,2% quando submetidas a 'situações de exposição social';
 
...E 3,9% quando confrontadas com atividades rotineiras como deveres escolares ou dúvidas quanto ao futuro ou à saúde dos pais;
 
8. Mais de 1 milhão de crianças e adolescentes (2,8%) apresentam problemas com o consumo de álcool e outras drogas.
 
9. 3,4% têm apresentam distúrbios de conduta. O que os leva a mentir, brigar, furtar e desrespeitar as pessoas;
 
Do total de cerca de 5 milhões de crianças e adolescentes às voltas com indícios de trantornos mentais 28,9% ou não conseguiram ou não tiveram acesso a atendimento médico no sistema público de saúde.
 
A maioria (46,7%) obteve tratamento em unidades do SUS. E um contigente de 24,2% foi socorrido por meio de convênios privados ou atendimento médico particular.
 
Com base em informações oficiais do Ministério da Saúde, o estudo ABP informa que há no Brasil apenas 264 unidades de atendimento público voltado a essa clientela.
 
São chamados de CAPSI (Centros de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil). À luz dos dados revelados na pesquisa, a rede pública teria de ser muito maior, conclui o estudo da associação de psiquiatria.
 
Para atender toda a demanda apontada pelo estudo, cada CAPSI precisaria atender 21 mil pacientes por ano.
 
Hoje, cada centro atende anualmente uma média de 240 crianças e adolescentes.
 
Coordenadora do estudo da Associação Brasileira de Psiquiatria, Tatiana Moya lamenta:
 
'Não temos onde atender, encaminhar e dar assistência. É um cenário triste, pois a falta de tratamento traz conseqüências sérias...'
 
'...Crianças que não conseguem tratamento se desenvolvem mal e se tornam adultos vulneráveis...'
 
'...Têm dificuldades de manter sua autonomia, estabilidade econômica e cuidados com os filhos, que também ficam mais vulneráveis'.

O portal Psiquiatria Infantil.com.br já recebeu

45.943.554 visitantes